Tucanos desafiam Mara Rocha a provar tentativa de suborno

Cezar Negreiros

O delegado tucano Manuel Pedro Correinha, participa da Convenção Nacional do PSDB para escolha do nome do candidato presidenciável da legenda, na capital do Distrito Federal (DF). Destacou que o diretório estadual conta com quase dois mil convencionais credenciados que participaram das prévias que aconteceram no último domingo (dia 21), mas um problema no aplicativo impediu que muitos tucanos acreanos pudessem escolher o seu candidato.

Correinha lamentou comportamento da deputada Mara Rocha

Correinha lamentou o comportamento da deputada federal Mara Rocha (PSDB), que espera a janela partidária de abril do próximo ano, para migrar para o Partido Liberal de Valdemar Costa Neto.

“Queremos que a deputada Mara Rocha apresente qualquer prova que os tucanos do Acre tentaram suborná-la para votar no governador de São Paulo João Dória”, desabafou.

Sobre a convenção, ele disse que alguns militantes conseguiram votar pelo aplicativo, mas que a maioria teve dificuldade de escolher o seu presidenciável que estava no páreo da disputa. Esclareceu que todos os filiados credenciados vão ter oportunidade de escolher o nome assim que técnicos em informática conseguir equacionar seu problema. “Acredito que a confirmação da fotografia por três vezes possa ter causado erro de memória”, prevê o dirigente tucano.

O pré-candidato João Dória, governador de São Paulo, tem o apoio de alguns caciques tucanos, a velha guarda aposta no ex-senador amazonense Arthur Virgílio Neto, enquanto a juventude no nome Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul.