Semeia explica atraso em pagamento de terceirizados e culpa empresa

O secretário municipal de Meio Ambiente, Normando Sales rebateu acusações de que não teria pagado os trabalhadores terceirizados da SEMEIA, que estariam com vários meses de salários atrasados. Normando explicou em nota que o contrato com a empresa responsável encerrou-se em maio pela empresa não possuir certidão negativa de débitos junto à Receita Federal.

Da mesma forma, os pagamentos não puderam ser repassados em função de falta de documentação e de outros débitos fiscais.

O secretário explica que “a contratada remeteu a Nota Fiscal para pagamento do mês de maio no dia 17 de junho. Desta data em diante deu-se início ao processo de pagamento, ocasião em que foram encontradas inconsistências na documentação apresentada, conforme relatório da gestora e fiscais do contrato, razão pela qual não houve ainda o pagamento do mês de maio”.

Finalmente explica que “a responsabilidade pelo pagamento dos salários e verbas devidas é exclusiva da contratada, e os gestores e secretários não participaram de nenhuma tratativa no sentido de obrigar, coagir, prometer ou barganhar com os trabalhadores terceirizados, estes por sua vez foram orientados pela contratada, sem gestão nenhuma da Semeia.

Veja a íntegra da nota do secretário Normando Sales