Roberto Duarte denuncia precariedade em presídios

O líder do MDB na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Roberto Duarte, voltou a falar na sessão on-line desta terça-feira (25) a respeito da situação insalubre que se encontram os presídios do Acre. O parlamentar destacou a inspeção nas unidades penitenciárias de Rio Branco realizada pelo Ministério Público Federal (MPF-AC), que constatou que os presídios têm condições precárias e insalubres.

Ainda de acordo com o parlamentar, as condições de trabalho dos policiais penais são desumanas. “Eu pude ver a precariedade das condições de trabalho dos policiais penais aqui da Capital durante visita que fiz ao Complexo Penitenciário. Visitei os banheiros, alojamentos, guaritas e posso garantir que o que o MPF constatou é real”, disse.

Duarte pediu a imediata realização de um concurso público. “Os policiais me relataram que as condições no interior são as mesmas ou piores ainda que na Capital. Tamanha é a ineficiência do Estado, o desleixo com os trabalhadores, em especial os policiais penais, que estão trabalhando em condições desumanas. Outra reclamação deles é com relação a falta de efetivo. Há uma necessidade urgentíssima de se fazer um concurso público”, relatou.

O parlamentar apresentou ainda, o projeto de lei que permite aos condutores a possibilidade de protocolar, por meio eletrônico, recursos de infrações, solicitação de advertência ou in-dicação de condutor em multas aplicadas por autoridades de trânsito, junto ao Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran/AC).

Segundo ele, a ideia do projeto é gerar eficiência em relação aos processos de infrações. “O mundo mudou e temos que usar a internet a nosso favor. Não faz sentido o tempo de espera no órgão de trânsito. Além disso, alguns serviços que são feitos via remessa postal já deveriam estar disponíveis na internet”, disse o parlamentar.