Policiais militares, civis e federais começam ser imunizados no estado

As Forças de Segurança que fazem parte da linha de frente de combate a covid-19 no estado começam a ser imunizadas no dia de hoje nos 22 municípios acreanos. Nesta primeira etapa serão vacinados 2.260 pessoas que fazem parte do contingente da Polícia Militar do Estado do Acre (PMAC), do Corpo de Bombeiros Militar do Acre (CBMAC), da Polícia Federal (PF), da Polícia Rodoviária Federal (PRF), da Polícia Civil (PC), da Polícia Penal do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (IAPEN-AC), do Instituto Socioeducativo (ISE) e do Departamento de Trânsito do Acre (Detran).

O secretário estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Paulo Cezar Rocha dos Santos, em entrevista concedida a imprensa, informou que o Ministério da Saúde (MS) disponibilizou a quantidade de 4.520 doses do imunizante, para aplicação da primeira e segunda dose nos profissionais da área de segurança. Antecipou que com a chegada de mais vacina anticovid à campanha de vacinação destes trabalhadores que foram mais afetado pela pandemia continuará nas próximas semanas.

Com um contingente de 5.658 profissionais que fazem parte do Sistema Integrado de Segurança Pública, pelo menos 1.841 tiveram que ser afastados de suas atribuições, porque foram infectados pelo coronavírus a ficaram acometidos da covid-19. Sendo que 16 deles tiveram complicações clínicas e não sobreviveram, mesmo com todo acompanhamento médico. “Os indicadores apontaram 33% da nossa categoria foram contaminados, a nossa expectativa é imunizar todos ainda este mês, para que possam desempenhar suas funções com mais segurança”, declarou o coronel, durante uma reunião com os comandantes ocorrida no auditório do prédio da Sejusp.

O local de vacinação das Forças de Segurança será no quartel do Comando-Geral do Corpo de Bombeiros Militar (CBMAC), localizado no bairro Morada do Sol, das 8 às 17h. Esclaereceu que os profissionais da saúde que trabalham nas próprias corporações ficarão responsáveis pela aplicação do imunizante nos colegas de farda, pois a previsão é imunizar pelo menos 37,85% do contigente das corporações militares, civis e federais. “Iniciar o processo de vacinação dos profissionais de segurança é sem dúvida o reconhecimento do nosso esforço e importância”, observou o vice-presidente da Associação dos Militares do Estado do Acre (AME-AC), sargento Igor Oliveira. Observou que essas doses iniciais não são suficientes para todos os colegas de varda, mas de certo modo traz alento e reforça a expectativa de que todo o sistema de segurança seja imunizado o quanto antes. “ É um começo importante”, comentou o militar.

Desde a chegada da pandemia no estado aproximadamente 22 policiais militares (ativa e aposentados) e 1 bombeiro militar morreram vítimas da covid-19. Cerca de 3.000 doses da vacina anticovid seria suficientes para imunizar toda a tropa da Polícia Militar do Acre (PMAC) e do Corpo de Bombeiros Miltar do Acre (CBM/AC), com a primeira dose do imunizante.