Governo capacita médicos do interior em triagem ocular

O governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), capacitou 6 médicos clínicos, de Brasileia e Plácido de Castro, para implementar a triagem ocular em seus municípios. A qualificação ocorreu, nesta quinta-feira, 7, no auditório da Maternidade Bárbara Heliodora (MBH), em Rio Branco. No encerramento do curso foram entregues três aparelhos oftalmoscópio, um para cada município e o outro para a MBH.

Para a secretária de Estado de Saúde, Paula Mariano, a entrega desses aparelhos representa um ganho para a saúde das crianças, já que a detecção e o tratamento precoce significam menos sequelas para a população.

“É uma honra estar presente na entrega desses aparelhos, que vão permitir a detecção precoce de doenças oculares em nossas crianças. Como diz o nosso governador, ‘das nossas autoridades’, de quem a gente deve ter o cuidado desde pequenino para evitarmos sequelas maiores. Agradeço a disponibilidade de cada um desses profissionais, que mesmo na correria do dia a dia, não mediram esforços para estarem aqui, adquirindo conhecimento para ampliar o acesso da população dos seus municípios aos serviços de saúde disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS)”, destacou, Paula Mariano.

A triagem neonatal ocular foi implantada no Acre em 2018, pelo Departamento de Atenção Primária em Saúde (Daps), quando os 22 municípios do estado foram contemplados com um oftalmoscópio e a capacitação dos profissionais médicos para realizarem o teste do olhinho. Os aparelhos foram adquiridos com recurso do Banco Mundial, pelo projeto Proser.

“Por conta da rotatividade dos profissionais, os municípios de Brasileia e Plácido de Castro nos solicitaram uma capacitação para os médicos que foram contratados depois. Deste modo, a gente aproveitou o momento para entregar também um aparelho para cada município, e um para a MBH”, informou Priscila Aguiar, gerente do Núcleo Estadual de Saúde da Criança.