Governadora em exercício reforça necessidade de vacinação contra covid

“Vacinar é a nossa salvação”, afirmou a governadora em exercício, desembargadora Waldirene Cordeiro, durante reunião que tratou sobre as estratégias adotadas pelo do governo do Estado para o enfrentamento da chamada terceira onda da pandemia de covid-19, no Acre.

Desde os primeiros dias do ano, o número de casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus tem registrado aumento em todas as regiões do estado. Simultaneamente, as notificações de síndromes gripais também cresceram, provocando lotação nas unidades públicas hospitalares.

Diante do atual cenário, o governo acreano reforçou sua estrutura para atender a população. Segundo Waldirene Cordeiro, todos os esforços estão sendo feitos no sentido de assegurar assistência necessária aos pacientes. A gestora aproveitou a oportunidade para enfatizar a necessidade do ciclo vacinal completo para que a pandemia seja superada de uma vez por todas.

Governadora em exercício, Waldirente Cordeiro, convoca população

“A maioria das pessoas que está nos hospitais ainda não se vacinou. A vacinação é o que está a nos salvar. É importante ainda mantermos o uso de máscara, lavar as mãos, manter o distanciamento social e demais cuidados necessários”, frisou.

O encontro realizado nesta quinta-feira, 13, na sala de reuniões da Casa Civil, em Rio Branco, discutiu a possibilidade de regressão para a Bandeira Laranja em todas as regionais do estado. Nesta faixa classificativa, uma série de medidas restritivas entra em vigor para conter a proliferação do vírus. O pedido será analisado pelo Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19.

Doses para público infantil chegam hoje ao Acre

Nesta noite, o governo receberá 7,2 mil doses do Ministério da Saúde, que serão destinadas, exclusivamente, para crianças entre 5 e 11 anos de idade. A distribuição dos imunizantes produzidos pela farmacêutica Pfizer aos municípios será feita pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), por meio do Programa Nacional de Imunização (PNI), a partir desta sexta-feira, 14.

No Acre, a meta é alcançar um público estimado em 120 mil pessoas. De acordo com a gestora da pasta, Paula Mariano, o Estado planeja organizar mutirão na capital para auxiliar a vacinação entre o público infantil. O local escolhido foi o bairro Cidade do Povo, no Segundo Distrito da cidade.

“Sabemos que a responsabilidade da vacinação é dos municípios, mas o momento pede a união de todos para que possamos sair logo desta pandemia. Definimos a Cidade do Povo como um local estratégico e, em breve, anunciaremos a data deste mutirão”, declarou.