Fundhacre promove ações de conscientização sobre conservação ambiental para servidores e usuários

Iniciativas de proteção ambiental propiciam relações estáveis e equilibradas com a natureza, criando uma rede colaborativa que beneficia o bem-estar de todos os seres vivos. Por isso, cuidar do meio ambiente também diz respeito à saúde.

Para incentivar práticas sustentáveis, a Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre) realizou, na semana passada, em sua sede em Rio Branco, a distribuição de placas com a instrução “preserve a natureza” em locais onde o fluxo de pessoas é maior, como o refeitório, os arredores da administração, o ambulatório médico, a capela e a sala ambiente de espera, próxima às enfermarias.

A equipe do Departamento Operacional e Logístico de Resíduos Sólidos, responsável pelo empreendimento, planejou também outras ações educativas e integradas sobre o gerenciamento de resíduos sólidos e a coleta do lixo comum.

Cuidar do meio ambiente é também cuidar da Saúde

“A proteção ambiental é uma pauta importante e está relacionada com o cuidado dos recursos naturais disponíveis na Terra, o que representa um dos eixos da sustentabilidade. A Sesacre [Secretaria de Estado de Saúde do Acre] e a Fundhacre são instituições que buscam enfatizar o tema da saúde e o cuidado com a natureza, e fazem isso por meio de capacitações, webinários e intervenções socioculturais”, enfatiza o presidente da Fundhacre, João Paulo Silva.

Capacitar os profissionais de saúde com ações integradas, como exposições e treinamentos, também contribui para a reflexão sobre a conservação do meio ambiente, e por isso a instituição oferece treinamentos constantes a esse público.

Capacitações na Fundhacre

“Os agentes operacionais na Fundhacre fazem o acompanhamento da estação e tratamento no controle e pH da água. Paralelamente, a equipe de Resíduos promove treinamentos sobre a administração dos resíduos, que está vinculada a um plano de gestão integrada”, diz a engenheira agrônoma da Fundhacre, Rosângela Alves.

“A capacitação procurou destacar a atenção ao descarte de materiais e levar esse conhecimento para o ambiente doméstico, ou seja, o lar. É interessante ter uma noção de responsabilidade compartilhada”, observa a servidora do Setor de Recursos Humanos, Nair Cristina Sales.