Equipe do MEC confere resultados no Acre de pós-graduação

O Acre recebe nestas segunda e terça-feira, 22 e 23, uma visita técnica da equipe da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação (MEC), que veio acompanhar a formação das primeiras turmas da Pós-graduação Latu Sensu em Docência para a Educação Profissional e Tecnológica (DocentEPT), que se encontra em fase de conclusão.

A especialização é ofertada pelo Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes), que disponibilizou 160 vagas para o Acre, e conta com a parceria do Instituto de Educação Profissional e Tecnológica (Ieptec/Dom Moacyr) como executor do curso, e o apoio da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE) que cedeu os polos para receber os estudantes que não tinham acesso à internet.

Estão compondo a comitiva, a coordenadora-geral de Planejamento e Avaliação da educação profissional e tecnológica (EPT) – Setec/MEC, Joelma Kremer; Paulo Roberto Wollinger, coordenador Pedagógico do Curso de Especialização DocentEPT do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC); Weslley Vitor da Silva, coordenador-geral do Projeto Formação em Educação Profissional e Tecnológica (DocentEPT) do Ifes, e equipe.

Foram abertas 160 vagas de especialização para o Acre

O cronograma de atividades da visita técnica teve início na Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE), onde ocorreu uma cerimônia de boas-vindas à comitiva, que acompanhou, junto à formadores, mediadores e coordenadores dos centros da rede Ieptec, uma apresentação que mostrou os resultados da pós-graduação no estado.

Segundo a coordenadora do curso no Acre, Adriana Alves, os resultados são bastante satisfatórios, tendo em vista que a especialização sofreu dificuldades, sobretudo, por conta do período pandêmico, que fez com que o curso que estava programado para ser realizado de forma semipresencial, transcorresse 100% na modalidade a distância.

“As quatro turmas, sendo duas em Rio Branco, uma em Cruzeiro do Sul e outra em Brasileia, iniciaram com 40 alunos. Na capital, 27 estudantes de cada turma foram aprovados, em Cruzeiro do Sul, 33, e em Brasileia, 28. Esses números tornam o Acre o estado com o menor índice de evasão no país. Diante de todo o contexto que o Acre sofreu, considero os resultados satisfatórios, e acredito que esses profissionais já estejam preparados para trabalhar com formação pedagógica integrada à educação profissional e tecnológica”, comemorou a coordenadora.

“A ideia é trabalhar não apenas com a formação de professores, mas envolver diferentes profissionais para atuarem com EPT, como gestores, técnicos administrativos, dentre outros. Além disso, pretendemos colocar em prática outro projeto, com previsão para 2022, onde teremos vagas para todos os estados, com a formação de gestores que trabalham com o itinerário da formação técnica implementado nas escolas, bem como para pessoas que atuam em secretarias com gestão relacionada à EPT”, afirmou Joelma Kremer.

A coordenadora garantiu para o próximo ano, a oferta de 200 vagas destinadas à formação de novos docentes em EPT no estado do Acre, dando continuidade a essa parceria Setec/MEC, Ifes, SEE e Ieptec.

Entre os presentes na solenidade de abertura, também estiveram a secretária de Estado de Educação, Socorro Neri, o secretário da Fazenda, José Amarísio de Souza, o presidente da Junta Comercial do Estado do Acre, Jurilande Aragão, e a secretária de Assistência Social dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres, Ana Paula Lima.

“A parceria do Setec/MEC junto a Secretaria de Estado de Educação que tem o Ieptec como executor, já está em curso com o desenvolvimento de rotas profissionais voltadas para os estudantes do novo ensino médio, o que certamente fornecerá resultados ainda melhores quando 100% das escolas forem contempladas com a profissionalização dos nossos alunos”, destacou Socorro Neri.

Na oportunidade, o presidente do Ieptec/Dom Moacyr, Francineudo Costa, falou sobre a importância da visita técnica ao Acre, e da formação das primeiras turmas da especialização de docentes em EPT no estado.

“É uma grande honra recebermos essa visita para debatermos uma pauta tão pertinente para o desenvolvimento da educação profissional nas escolas, e a formação de docentes para atuar com essa formação pedagógica. Isso reflete todo apoio, cuidado e dedicação do governador Gladson Cameli com a educação profissional e tecnológica, além do apoio incondicional do deputado federal Alan Rick que tem feito a ponte junto ao Ministério da Educação, na busca por recursos para a implementação de projetos como esse, aqui no Acre”, disse o gestor.

Para encerrar o primeiro dia da visita, no período da tarde, a comitiva conheceu as instalações da sede do Ieptec e as unidades descentralizadas: Escola Técnica em Saúde Maria Moreira da Rocha, e a Escola de Gastronomia e Hospitalidade Miriam Assis Felício, ambas localizadas em Rio Branco.

Nesta terça-feira, a comitiva encontra-se em Brasileia, em visita ao polo de apoio no município.