Empresários que ostentavam nas redes sociais são presos em Cruzeiro do Sul pela Polícia Civil

A Polícia Civil de Cruzeiro do Sul desencadeou a operação “Cortina de Fumaça” e prendeu ontem o empresário Daniel Melo, de 26 anos, dono de uma loja de suplementos no shopping de Cruzeiro do Sul e da Evolution Pub e Fladson Pequeno, de 30 anos, dono da página nas redes sociais, Negoveio. Os dois ostentavam riqueza e relacionamentos sociais na internet e Daniel se apresentava como empresários bem sucedido.

Os dois são acusados de crimes de lavagem de dinheiro para o crime organizado, especialmente para uma facção não nomeada pela polícia. Além das duas prisões, a operação cumpriu sete mandados de busca e apreensão nos bairros Aeroporto Velho, São José, Centro, Remanso, São Francisco, em Cruzeiro do Sul e em Guajará, município do Amazonas.

Um veículo modelo Golf e uma motocicleta modelo Biz foram apreendidas. Fladson foi preso em flagrante acusado de falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais. O crime é considerado hediondo.

Policiais realizaram buscas em loja de um dos empresários no Shopping de Cruzeiro do Sul

Os investigados foram levados à delegacia e em seguida colocados à disposição da justiça que ordenou o mandado de prisão. De acordo com a polícia, os investigados ostentavam riqueza em Cruzeiro do Sul e tinham fama de pessoas bem relacionadas e estruturadas através de empresas que escondiam movimentação financeira de criminosos de uma organização criminosa que atua na região.

A operação tece origem em investigação que durou cerca de 120 dias que comprovou as denúncias, o que resultou nas ordens judiciais de prisão, busca e apreensão expedidas pela Vara de Organização Criminosa da Comarca de Rio Branco.