Empresários do Acre conhecem projetos de piscicultura do Piauí

images (26)O Paiuí está recebendo a visita de consultores, empresários e técnicos do setor de  piscicultura do Acre. A equipe acreana realiza a partir desta segunda-feira,8,  e prossegue até quarta-feira, 10,  série de visitas técnicas preparatórias para implantação de empreendimentos de piscicultura naquele Estado.

Participam das visitas, além do grupo do Acre, uma equipe da Secretaria do Desenvolvimento Rural do Piauí (SDR), do Banco do Nordeste, representantes do Emater, Agência de Fomento,  Seplan,  Segov, Chesf, Codevasf, MAPA, MPA, Embrapa, UFPI, DNOCS e IBGE. Também participarão desta visita, técnicos e dirigentes de entidades de produtores de piscicultura do Piauí.

Nesta segunda-feira,  estão sendo visitados empreendimentos de piscicultura nos municípios de Nazária e Palmeirais. Na terça-feira, a comitiva irá visitar empreendimentos no Território dos Cocais e Planície Litorânea, compreendendo as cidades de Barras, Batalha, Esperantina, Piracuruca e Piripiri.

Na quarta-feira, a Secretaria do Desenvolvimento Rural vai promover uma reunião técnica, às 8h, no auditório da SDR para apresentação do diagnóstico da piscicultura do Piauí, com a presença de representantes de instituições, técnicos, produtores e outros envolvidos na cadeia produtiva da piscicultura, incluindo a equipe do Acre. A passagem da comitiva acreana no Piauí será concluída na tarde de quarta-feira (10), em reunião com o governador Wellington Dias, às 17h, no Palácio de Karnak.

O governo piauiense avaliou que é muito importante fazer um levantamento detalhado das possibilidades de investimentos em todas as áreas e mostrar para os investidores do Acre nossas potencialidades e projetos em andamento. “Atualizamos dados quanto ao nosso potencial de produção, projetos em andamento e projeção de investimentos no setor”, conclui.

A vinda dos empresários é uma retribuição à visita da comitiva do governador Wellington Dias ao Acre, no dia 7 de maio deste ano. Na ocasião, o grupo piauiense conheceu o Complexo Industrial do Peixe – Peixes Amazônia S/A, que inclui uma central de peixes alevinos, filhotes de peixe e a fábrica de ração, pioneira no país, além de um frigorífico com capacidade para processar 70 toneladas de pescado por dia.