Diretor do Hosmac acusado de assédio sexual é exonerado

O Governador Gladson Cameli exonerou o enfermeiro Halisson Lima de Oliveira do cargo de gerente geral do Hospital de Saúde Mental do Acre, o Hosmac. Ele é acusado de assédio moral e sexual, fato acontecido em agosto, já denunciado ao Ministério Público, com amplas evidências e fotos, Em seu lugar dele assume Caroline Perpétuo Formiga Pires Carvalho, médica da unidade com mais de dez anos de experiência. O decreto de exoneração foi publicado no Diário Oficial de hoje.

As primeiras denúncias contra Halisson Oliveira foram feitas por servidores diretamente ao vereador Adailton Cruz (PSB), que também é dirigente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado do Acre. Ele levou o caso à público e ao plenário da Câmara dos Vereadores e encaminhou o caso ao Ministério Público estadual e à direção da Secretaria de saúde que apurou o acontecido.

A exoneração do enfermeiro não encerra as investigações. O diretor exonerado, mesmo diante de farto material probatório, inclusive com fotos escandalosas nega tudo e se diz vítima de servidores insatisfeitos.