Direção do PSOL/Acre lança pré-candidatos ao governo e ao Senado

Cezar Negreiros

A direção estadual do Partido Socialismo e Liberdade no Acre (PSOL/ACRE) aposta todas as suas fichas na pré-candidatura do cientista político Nilson Euclides da Silva ao governo do Estado e do advogado Sanderson Moura a vaga do Senado. A legenda usa as redes sociais para convidar a população acreana a prestigiar da solenidade de lançamento das duas candidaturas majoritárias na próxima quinta-feira (dia 9), no Hotel Vila Rica por volta das 19:30 da noite.

Nilson Euclides é o nome do partido para disputar o governo

De acordo com o presidente do PSOL/ACRE Waldir França, as duas pré-candidaturas têm apoio da direção nacional do PSOL, que busca ampliar os seus quadros na região Norte. O dirigente acredita que o primeiro passo foi dado com a construção do Plano de Governo que contou com a participação do sociólogo graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Acre (1999), com mestrado Ciências Sociais – Política pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2002) e doutorado em Ciências Sociais – Política pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2009).

Euclides trabalha atualmente, como professor titular da Universidade Federal do Acre (Ufac), mas tem uma extensa experiência nas área de Ciência Política e Sociologia, com ênfase em partidos políticos e governos. O professor do Departamento de Ciências Sociais da Ufac faz questão de discutir temas como democracia, poder, sociedade, políticas sociais e segurança pública, comportamento político, espaços decisórios e partidos políticos.

Para atrair mais apoiadores, o pré-candidato conta com um programa nas redes sociais, com o título: FALA AÍ CAMARADA. Os internautas têm oportunidade de ficar por dentro de todas as atividades do partido, inclusive da sua proposta de governo, através da página do Facebook. O professor Nilson Euclides, em entrevista concedida a imprensa tem colocado o seu nome como pré-candidato do PSOL, pois acredita que a sigla pode surpreender na disputa do próximo ano, pois vem crescendo a cada eleição no país