Controle Interno e Ouvidoria do AM serão referência para o Acre

O Governo do Amazonas vai compartilhar informações e apoiar as ações para a estruturação do controle interno, ouvidoria e transparência do estado vizinho.

A Controladoria-Geral do Amazonas (CGE-AM) firmou acordo de cooperação técnica com a Controladoria-Geral do Estado do Acre (AC) com a proposta de compartilhar informações e apoiar as ações para a estruturação do controle interno, ouvidoria e transparência do estado vizinho.

O foco é melhorar as ferramentas de controle social e de transparência do Acre (Foto: Divulgação)

O acordo foi assinado pelo controlador-geral do Amazonas, Otávio Gomes, pelo controlador-geral do Acre, Luís Almir Brandão Soares, e pelos subcontroladores de Controle Interno, Lúcia Magalhães; e de Transparência e Ouvidoria, Rogério de Sá Nogueira – estes últimos da CGE-AM.

Conforme o documento, a CGE-AM se compromete em disponibilizar informações técnicas, sistemas informatizados, realizar cursos e treinamentos internos, bem como apoiar o desenvolvimento de projetos nas áreas de controle interno, compliance, prevenção e combate à corrupção, promoção da transparência, da ética pública e de fomento ao controle social e à ouvidoria.

De acordo com o controlador-geral do Amazonas, Otávio Gomes, os trabalhos desempenhados têm como foco a melhoria constante das ferramentas de controle social e de transparência. Ele comemora o reconhecimento do trabalho por parte de outro estado.

“Vamos levar àquele estado toda a nossa expertise nas áreas de controle interno e de transparência e ouvidoria. Ao final, quem ganha é a população com a criação de políticas públicas e com o fomento do controle social nos dois estados”, comemorou.

O controlador-geral do estado do Acre, Luís Soares, agradeceu o apoio da CGE-AM e afirmou que o trabalho conjunto contribuirá para o fortalecimento do controle interno de seu estado.

“É importante darmos continuidade ao trabalho que já estava em andamento antes da pandemia. Agora, formalizamos a parceria e acreditamos que através da união entre os governos do Amazonas e do Acre, teremos o fortalecimento e a consolidação das ações de controle interno”, avaliou o controlador.