Câmara gasta mais de R$24 mil, para pagar diárias de quatro parlamentares

Cezar Negreiros

A população riobranquense e internautas reagiram com indignação às férias remuneradas de quatro vereadores da Capital acreana, que embarcam na próxima semana com destino as praias do Litoral do Nordeste para participar de um curso de capacitação em plena pandemia. A mesa diretora da Câmara Municipal de Rio Branco resolver mandar quatro vereadores fazer um curso de Controle e Fiscalização de Recursos Públicos Municipais, com pagamentos de mais de seis diárias.

Os vereadores socialistas Antônio Morais e Raimundo Neném, o progressista Rutênio Sá e o tucano Raimundo Castro embarcam na próxima semana para Fortaleza, capital do estado do Ceará, com uma despesa adicional de mais de R$24 mil, conforme as portarias publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) da última terça-feira (dia 20). Os vereadores Rutênio Sá (Progressistas) e Raimundo Castro (PSDB), levarão um assessor para participar da capacitação do Instituto Capacitação e Treinamento, no período de 27 a 31 deste mês.

Estes recursos gastos com a viagem pro litoral poderiam ser destinados à aquisição de sacolões para doação das famílias em situação de vulnerabilidade social na capital acreana. As Portarias assinadas pelo presidente da Casa, vereador N. Lima (Progressistas), revela que cada parlamentar embolsará a quantia de R$ 6.107,01.

Os parlamentares riobranquenses recebem um salário mensal de R$ 12 mil, a contratação de 12 assessores parlamentares ao custo de R$30 mil, mais R$ 4 mil de combustível e R$ 4 mil destinados aos serviços gráficos de divulgação do seu mandato. O direito de locação de três veículos (uma caminhonete, um carro de passeio e uma motocicleta) que ficam à disposição do seu gabinete.