Advogado é preso em flagrante por tráfico de drogas em unidade prisional

A Polícia Federal (PF) com apoio da Polícia Penal (PP) prendeu em flagrante o advogado João Figueiredo Guimarães. Em poder do operador do direito, os policiais encontraram quase um quilo de droga e cartas destinadas aos chefes de organização criminosa, denominada Comando Vermelho (CV).

O advogado foi conduzido à Superintendência da Polícia Federal no Acre (PF) para prestar depoimento à autoridade policial, onde foi autuado por tráfico de drogas e ao crime de associação criminosa. Pelos crimes que lhe foram imputados, ele poderá pegar uma pena de 15 anos em regime fechado, mas como já tem 73 anos pode se beneficiar da legislação vigente.

Diante do grave desvio de conduta, a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Acre (OAB-AC) deve instaurar um procedimento administrativo de cassação do registro de João Figueiredo Guimarães. Assim que a PF recebeu denúncia de que um advogado reiteradamente se dirigia ao presídio para atender clientes e entregar drogas, uma equipe da corporação deslocou até o presídio Dr. Francisco D’Oliveira Conde (COF) para apurar o ocorrido. Ao ser abordado pelos policiais, o advogado admitiu que a droga presa no seu corpo. Em seguida, lhe foi dada voz de prisão em flagrante por tráfico de drogas.

Em 2010, o operador do direito foi condenado pela justiça acreana a pena de cinco anos e seis meses em regime semiaberto, pela tentativa de estupro de uma adolescente de 13 anos. A vítima relatou na ocasião, que o idoso tinha lhe dado uma carona e a caminho do bairro da Floresta, ele desviou na direção de um motel que ficava nas imediações da antiga estrada da Transacreana.