Acre registra mais cinco mortes por Covid-19

Cezar Negreiros

Mais 5 mortes por covid-19 e 47 novos casos nas ultimas 24 horas, o estado já contabiliza 1.697 óbitos e 83.409 casos. As vítimas desta vez foram 4 do sexo masculino e 1 do feminino, nos municípios de Rio Branco, com 4 mortes e Acrelândia com 1 morte, segundo o boletim epidemiológico divulgado pelo Departamento de Vigilância em Saúde (DVS).

O primeiro óbito foi de um morador de Rio Branco que tinha 45 anos, que faleceu na última segunda-feira (dia 7), no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb); o segundo de um rio-branquense orador de Rio Branco, de 43 anos, que faleceu na mesma ocasião, no Huerb; o terceiro de um morador de Rio Branco que tinha apenas 36 anos, que faleceu na última segunda–feira (dia 7), no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC). O quarto de um rio-branquense de 59 anos, que morreu no da de ontem no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC); o quinto de uma aposentada de Acrelândia que tinha 60 anos, que faleceu na última segunda-feira (dia 7), no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (Into-AC).

A Secretaria Estadual de Saúde do Acre (Sesacre) emitiu um comunicado informando que 141 pacientes continuam internadas, em decorrência das complicações clínicas. Atualmente, e 47 exames de RT-PCR seguem aguardando análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) ou do Centro de Infectologia Charles Mérieux.

Desde a chegada da pandemia foram notificados 222.467 casos suspeitos, sendo que 139.011casos descartados porque a sorologia deu negativo para covid-19. O sindicalista Marcelo Jucá, presidente do Sindicato dos Urbanitários do Acre, cobrou da prefeitura de Rio Branco a retomar das medidas de biossegurança no prédio do Serviço de Água e Esgoto de Rio Branco (Saerb), pois cinco trabalhadores já contraíram covid-19 no local. “Se o gestor municipal não tomar providências para solucionar o problema, vamos acionar o Ministério Público Estadual (MPAC)”, avisou o dirigente sindical.